ENSCER

Login
Entrar em Contato
Ver Meus Contatos

"Reconhecimento especial de marcadores para manuseio de computadores."

Fábio Luís Picelli Lucchini

Resumo

Neste trabalho descrevo a implementação de um sistema computacional, denominado REMMC (Reconhecimento Especial de Marcadores para Manuseio de Computadores), para realizar a tarefa de detecção e reconhecimento de um objeto inserido dentro uma imagem. Esta imagem é recebida por uma câmera de vídeo webcam, e o sistema procura um objeto específico na figura com a finalidade de encontrar a sua posição e seguir o seu deslocamento dentro da seqüência de imagens recebidas pela câmera. A movimentação desse objeto, chamado marcador, é transmitido ao sistema operacional para simular o movimento do mouse. Com essa alternativa é possível controlar o computador sem colocar a mão no teclado ou no mouse. Esse objeto marcador pode ser um adesivo ou colante colocado em qualquer parte do corpo do usuário.
Esse sistema poderá ser utilizado por pessoas com deficiências motoras que tenham dificuldades ou impossibilidade de usar o mouse ou teclado do computador, detectando o melhor movimento que o indivíduo seja capaz de realizar para controlar o computador.
Desta forma o sistema proposto é uma alternativa eficiente às soluções ad hoc baseadas no desenvolvimento de periféricos que são desenhados especificamente para cada deficiente. Essas soluções além de serem mais caras, dependem sempre que um técnico se disponibilize a construí-las.
O sistema se baseia no conhecimento fisiológico do sistema visual humano, utilizando técnicas de linguagens formais nebulosas e de visão computacional. A eficiência do sistema foi testado com adultos e crianças normais e também crianças portadoras de deficiências motoras leves e graves. Os resultados comprovam a possibilidade de utilização do sistema para controle de softwares, inclusive educacional, embora o treinamento requerido para tanto dependa da capacidade motora inicial do indivíduo. O sistema poderá, portanto, ser utilizado tanto para lazer como para facilitar o aprendizado, quer em sistemas locais ou em processo de educação à distância (Internet).

:: ENSCER - Ensinando o Cérebro :: 2018 ::